COMO MEDIR SE O CAPITAL INVESTIDO NA EMPRESA ESTÁ SENDO BEM APLICADO? - Valore Brasil
loader image

0800 742 4210

ENG |

POR

artigos-valore-brasil-arquivos

COMO MEDIR SE O CAPITAL INVESTIDO NA EMPRESA ESTÁ SENDO BEM APLICADO?

Conheça os principais cálculos de mensuração para o capital investido

Para todo investimento realizado, seja um investimento financeiro, de bens naturais, de tempo ou esforço, é esperado que haja um retorno, um benefício, um resultado positivo para a pessoa ou a entidade que investiu seu recurso.

As pessoas empreendem seus esforços em atividades buscando algum retorno, seja para si ou para toda comunidade. Em uma empresa não é diferente. Para todo investimento é esperado um retorno.

E como medir se o capital investido na empresa está sendo bem aplicado?

 

 

São necessários dois indicadores que se complementam, e que serão comparados para que possa ser avaliada a eficácia do investimento realizado.

O primeiro é o retorno que o investimento gera, e o segundo indicador é o custo do capital investido, que representa o risco do empreendimento.

O retorno é o percentual de ganho que o valor investido retorna para quem investiu na empresa.

 

EXISTEM DIVERSOS ÍNDICES SOBRE RENTABILIDADE, QUE MEDEM DIFERENTES RETORNOS DA EMPRESA, COMO:

1) ROI, RETORNO SOBRE INVESTIMENTO,

2) ROA, RETORNO SOBRA ATIVOS;

3) ROE, RETORNO SOBRE CAPITAL PRÓPRIO

Vamos analisar o ROI, retorno sobre investimento, que mede o quanto a empresa tem de lucro operacional líquido comparado ao capital investido nela.

Esse índice compara o lucro operacional líquido da empresa (NOPAT) com o total de investimento que a empresa possui.

Por exemplo uma empresa que tem um lucro operacional líquido de R$ 25 milhões e um investimento em maquinário e giro de R$ 100 milhões, advindo seja de capital próprio ou de terceiros, tem um ROI de 25% ao ano.

Nesse cenário podemos concluir que a empresa é lucrativa e que apresenta um retorno para a empresa. Se analisarmos sob a perspectiva de caixa e payback, podemos concluir que se os resultados se manterem dessa forma, nem crescer nem diminuir, em 4 anos o empresário recuperará o valor do investimento.

E como saber se esse retorno é suficiente? Para isso temos que analisar o risco do negócio, que é representado pelo custo de capital investido.

O capital investido representa todos recursos alocados na empresa, que podem ser representados pelo total da necessidade de giro, NIG, somada a capital investido em bens de capital, CAPEX.

O custo do capital investido pode ser capital de terceiros, que o custo é a taxa de juros que a instituição financeira cobra da empresa ou pode ser capital próprio, que possui metodologia para calcular o risco do acionista.

No brasil, em 2019, o risco médio de uma empresa de capital fechado, não negociada na bolsa de valores, e 100% financiada por capital próprio de porte médio é 18,50%. Importante ressaltar que cada empresa e segmento tem um risco diferente.

Esse valor cobre todos os riscos inerentes ao negócio, que contemplam entre outros o risco de inadimplência, risco trabalhista, risco de fornecimento, risco fiscal e risco econômico.

Se compararmos o retorno de 25% da empresa exemplo com o risco de 18,50% médio que falamos agora, podemos concluir que a empresa tem um retorno acima do custo do capital, de maneira que está agregando valor, ou seja, gerando riqueza.

Essa análise tem sempre que considerar longos períodos, pois para uma empresa ser sustentável ela precisa a longo prazo manter o retorno acima do custo de capital.

Vale ressaltar que pode acontecer casos em que a empresa tenha um lucro que gere um retorno abaixo do risco. É preciso avaliar se é um momento específico ou se é algo constante na empresa, se for constante é necessário tomar ações rápidas e sustentáveis para reverter a situação.

É comum em empresas no momento de uma grande expansão ficar 1 ano com o ROI abaixo do risco, por conta de aumentar o valor investido.

Vejam que o retorno é um importante indicador para verificar se a empresa está agregando valor e crescendo de maneira sustentável, como todo indicador é importante analisar a empresa e como funciona a operação, assim como entender o significado de cada número para que possa ser tomada uma decisão consciente e eficaz para a empresa.

Analise de rentabilidade e risco em uma empresa é um pilar da “GESTÃO BASEADA EM VALOR”, quer saber mais sobre gestão baseada em valor?

A Valore Brasil é uma consultoria especializada em Gestão Baseada em Valor.

Especialistas:

Diego Queirantes

Diego Queirantes

/ Recentes

/ Imprensa

Podcast
/ Eventos

Próximas participações

09, novembro 2022.
Evento para convidados apenas para debater as perspectivas econômicas.

Últimas participações

20, setembro 2022.
Workshop sobre contratos de investimento para startups
08, julho 2022.
Palestra sobre fundraising no programa de inovação do Dabi Business Park para startups
07, julho 2022.
Mentoria Estratégia de investimento e M&A para empresas e startups
21, junho 2022.
Movimento para trazer Ribeirão Preto como centro financeiro
09, junho 2022.
Palestra sobre fusões e aquisições de empresas e suas aplicações práticas em FP&A
13, abril 2022.
Palestra sobre estratégias de fusões & aquisições para startups

E-book de M&A

Baixe nosso e-book de Fusões e Aquisições

ebook-Fusoes-e-aquisicoes-2
Valore_FaleEspecialista-v2

Fale com nossos especialistas

Procurando soluções inteligentes para seu negócio?

Vamos conversar.

Entre em contato conosco 0800 742 4210

Dúvidas e Contato Comercial comercial@vaorebrasil.com.br

SÃO PAULO | SP Rua Funchal 418 - Edifício E-Tower, 34º e 35º andares - Vila Olímpia

CAMPINAS | SP Av. Dr. José Bonifácio Coutinho Nogueira, 150 Térreo Cj. 2 | Galleria Plaza

GOIÂNIA | GO Av. Dep. Jamel Cecílio, 3455 Ed. Flamboyant Park Business - 26º Andar - Sala 2610

RIBEIRÃO PRETO | SP Av. Presidente Vargas, 2121 - Sala 908 Ed. Times Square Business | Jd América

Assine a #ValoreInsights

Assine nossa newsletter e tenha em mãos as principais informações para te apoiar em decisões inteligentes

2022 Valore Brasil Ltda.

Todos os direitos reservados.